terça-feira, 7 de junho de 2016

Ocorrências policiais - Período de 03/06 a 06/06


Violência doméstica

Bela Vista MS.  Na data 03/06/16, sexta-feira, por volta das 12h00 uma guarnição da Polícia Militar atendeu solicitação no distrito Nossa Senhora de Fátima, onde uma senhora de 72 anos de idade relatou que o filho dela a havia expulsado de casa. A idosa possui medida protetiva contra o filho e segundo ela, ele estava lá há uma semana e estava agressivo, promoveu desordens e danificou alguns utensílios da casa e passou a ameaçar a mãe de morte. Segundo a idosa, com medo das amaças ela nem dormiu na casa naquela noite. O acusado estava em visível estado de embriaguez e tinha escoriações na face e segundo ele teria se ferido no arame farpado. Em seguida o acusado foi encaminhado à DP de Bela Vista para providências.

Acidente de trânsito

Bela Vista MS.  Na data 04/06/16, sábado, por volta das 12h20 um acidente na Rua Tribuna da Fronteira esquina com a Rua Barão de Ladário, Centro, envolvendo o veículo Fiat Palio cor vermelha ano 2015 e placas de Bela Vista conduzido por uma moça de 24 anos de idade que trafegava pela Rua Tribuna da Fronteira sentido oeste/leste e o caminhão Mercedes Benz de cor amarela ano 1973 placas de Bela Vista guiado por um rapaz de 24 anos de idade que seguia pela Rua Barão de Ladário sentido norte/sul e ao fazer a conversão para adentrar na Rua Tribuna da Fronteira ocorreu a colisão. Do sinistro resultou apenas em danos materiais no veículo Fiat Pálio, sem vítima.

Acidente de trânsito

Bela Vista MS.  Na data 05/06/16, domingo, por volta das 03h30 outro acidente foi registrado, desta vez na Rua Barão de Ladário, proximidades da confeitaria Douce Maju. O condutor do veículo Fiat Strada de cor vermelha ano 2006 e placas de Anastácio MS conduzido por um rapaz de 21 anos de idade, seguia pela Rua Barão do Ladário sentido sul para norte e no momento chovia, então perdeu o controle da direção e o veículo se chocou contra dois palanques de madeira fincados na calçada. O veículo era ocupado por duas pessoas e ninguém se feriu. O carro teve danos na parte frontal direita, capô, para lamas direito, para choque dianteiro, grade frontal, farol e ficou impossibilitado de rodar.

Acidente de trânsito

Bela Vista MS.  Na data 05/06/16, domingo, por volta das 07h30 a Polícia Militar atendeu acidente na rodovia MS 384, altura do frigorífico e lá foi constatado que o motociclista de 19 anos de idade trafegava na rodovia sentido Caracol a Bela Vista com a motocicleta Honda NXR Bros ano 2004 cor preta e placa de Bela Vista e perdeu o controle da direção saindo para o lado direito da pista e sofreu a queda. O jovem teve lesões na perna esquerda, braço direito, clavícula e lado direito da face e com a ajuda da equipe de saúde do HSVP foi removido até a casa de saúde. A motocicleta teve danos de média monta.

Contrabando

Bela Vista MS.  Na data 06/06/16, segunda-feira, por volta das 16h00 uma guarnição da Polícia Militar fazia abordagens nas proximidades da alfândega e na carroceria do veículo GM S10 de cor branca e placas de Jardim MS foi localizado quatorze pneus aro 14 da marca Goodyear. O condutor do veículo de 54 anos de idade vinha do país´vizinho e que adquiriu lá os pneus. Os pneus foram encaminhados até a Receita Federal para as providências.

Fonte: Assessoria da Polícia Militar em Bela Vista

Série D: times do MS vivem expectativa de estréia!


No próximo domingo(12), começará o campeonato Brasileiro série D 2016. Sete de Setembro, de Dourados e o Comercial, de Campo Grande, serão os representantes do MS na competição.

O  Sete de Setembro, de Dourados, fará a sua estréia na competição em casa enfrentando o atual campeão Candango, o Luziânia também conhecido como Azulão. O jogo está marcado para as 17h30 (Horário de MS), no estádio Fredis Saldivar (Douradão). O sete está no no grupo A11, que ainda tem Anápolis (GO) e Sinop (MT).

Na mesma data o outro representante do estado, o Comercial ou colorado como é carinhosamente conhecido no estado iniciará a competição fora de casa, irá até a cidade de Ceilândia(DF), onde joga com o vice campeão candango. O jogo acontece ás 16h00 (Horário de Brasília), no estádio Maria de Lourdes Abadia(Abadião). O colorado está no grupo A10 , que ainda tem Araguaia (MT) e Aparecidense (GO).

Os dois clubes, conseguiram as respectivas vagas por terem  sidos campeão e vice no estadual em 2016 . O comercial já disputou o Brasileiro da série D em outras edições, já o Sete de Setembro, fará a sua  primeira participação na competição nacional.  

A competição contará com 68 equipes, divididos em 17 grupos de quatros. Os 16 melhores primeiros colocados formarão o Bloco I. O pior primeiro colocado e os 15 melhores segundos formarão o Bloco II, que seguirão para a próxima fase da competição. 

Noé Faria

DOF ministra curso para militares do Exército que atuam na fronteira

Foto: Divulgação

Policiais do DOF (Departamento de Operações de Fronteira) realizaram um curso de técnicas de abordagem, técnicas de entrevista, busca e identificação veicular para militares do 17º Regimento de Cavalaria Mecanizada do Exército, localizado em Amambai.

Ministrado pelo subtenente Rinaldo Severo Souza e pelo cabo Renato Stegun, durante esta segunda-feira, dia 06 de junho, o curso qualificou 40 militares do Exército para o trabalho de repressão aos crimes tipicamente fronteiriços, uma vez que o exército brasileiro apoia todas as operações de segurança na linha e faixa de fronteira.

De acordo com o subtenente e instrutor Severo, o curso ministrado aos militares comandados pelo coronel Regis Rodrigues Nunes, vem de encontro à filosofia do DOF de investir na capacitação profissional, para melhorar o trabalho de combate aos crimes de fronteira.

"Hoje o DOF é referência nacional em policiamento em linha e faixa de fronteira, entendendo que um profissional qualificado é uma arma contra esses crimes, nós difundimos o conhecimento, com foco no enfrentamento aos crimes transfronteiriços", pontua Severo.

Fonte: Dourados News

Governo de MS decreta situação de emergência em Tacuru

Foto: Divulgação/Prefeitura de Tacuru

O governo de Mato Grosso do Sul decretou situação de emergência no município de Tacuru, na região sul do estado, por conta do excesso de chuvas que atingiram a cidade nos últimos dias. O decreto foi publicado na edição desta terça-feira (7) do Diário Oficial do Estado (DOE).

De acordo com a publicação, ruas, avenidas, redes de drenagem de águas pluviais, pontes, estradas vicinais e até mesmo rodovias, sofreram estragos por conta da chuva e agora dificultam o escoamento da safra e o transporte de alunos até as escolas. 

Tanto na parte urbana, como na região rural do município foram registrados estragos. Fica autorizada a mobilização de todos os órgãos estaduais, sob comando da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec), nas ações de resposta ao desastre, além de convocação de voluntários para colaborar nos trabalhos.

Conforme a Constituição Federal, as equipes estão autorizadas a entrar nas casas e retirar os moradores se houver risco. E com base em legislação federal, as prefeituras ficam dispensadas de abrir licitação para contratar serviços ou adquirir bens para as ações de resposta ao desastre.

O decreto completo pode ser acessado na página 1 da edição de hoje do DOE.

Fonte: Liniker Ribeiro - Capital News

PF apura se suspeitos de golpe em pensão fraudavam programas sociais

Foto: PF/Divulgação

A quadrilha investigada pela Polícia Federal na Operação Uroboros por fraude em pensão por morte de indígenas também pode estar envolvida em golpes de benefícios sociais, segundo o delegado da Polícia Federal de Ponta Porã, Sérgio Barbosa Menezes. Um servidor da Funai foi preso.

Ele disse ao G1 nesta terça-feira (7) que a investigação confirmou cinco casos de fraude até o momento, mas o número e o prejuízo estimado, de R$ 1 milhão aos cofres públicos, podem ser ainda maiores.

"Conseguimos um número inicial de cinco fraudes, que conseguimos comprovar, e a partir dessas cinco nossa estratégia de investigação envolvia a entrada nas residências e nos estabelecimentos comerciais do grupo para colher elementos de prova e, a partir daí, fazer revisão e identificar novos benefícios, tanto que dentro das casas a gente apreendeu grande quantidade de documentos", explicou.

Foram apreendidos 32 carteiras de trabalho, 45 cartões de banco, 65 cartões do Bolsa Família, 31 cartões de INSS, 23 cartões do cidadão e 5 cartões do Vale-Renda MS, além de certidões de óbito e nascimento durante a Operação Uroboros foi deflagrada pela PF na sexta-feira (3) em Amambai e Iguatemi. Ao total, os policiais cumpriram 14 mandados de busca e apreensão e 16 de condução coercitiva.

O material será analisado e o objetivo, segundo Menezes, é completar o ciclo de investigação e identificar quais documentos seriam usados em fraudes e quais já tinham sido usados para conceder através de benefícios previdenciários a indígenas.

Prisão

Um servidor da Fundação Nacional do Índio (Funai) de Mato Grosso do Sul foi preso na Operação. Ele é apontado pela investigação como chefe do grupo de seis pessoas. A Funai informou ao G1 que está ciente, colaborando e acompanhando a investigação.

Segundo Menezes, o servidor está preso por tempo indeterminado e negou participação no esquema. "Ele nega e alega que entrava com as ações [de pedidos de benefícios] conforme o que os indígenas falavam, alega que não tinha como verificar as informações, mas, encontramos elementos que o vinculam a determinados casos", esclareceu o delegado.

O segundo mandado de prisão expedido é contra um indígena, investigado por tramar as fraudes, mas ele não foi preso até o momento. A PF apurou que o grupo tinha apoio jurídico de um advogado para concretizar as fraudes. Ele prestou depoimento, mas não foi preso.

"Ele foi ouvido e o juiz determinou a suspensão parcial da advocacia impedindo que ele atuasse em causas de indígenas e em empresários consiganados. Ele não foi preso porque não havia elementos para solicitar a prisão dele", afirmou.

Prejuízo

De acordo com o delegado, a investigação começou há um ano por causa da movimentação suspeita do servidor da Funai. Segundo a polícia, essa organização lucrou mais de R$ 1 milhão fazendo registros falsos de crianças como se fossem filhos de indígenas que já tinham morrido. A intenção era receber a pensão por morte dos índios. Conforme a polícia, o indígena era enganado e recebia a partir da data do pedido do benefício.

"A soma é do prejuízo causado e do prejuízo evitado, porque quando a gente interrompe um processo deses, de fraude, a gente cessa o fluxo de dinheiro que sairia dos cofres públicos até o falecimento da esposa [no caso de viúva] ou até o filho completar 21 ano. Cada fraude dessa tem período de maturação grande, então, quando a gente soma esses valores, considera o prejuízo causado e o evitado", esclareceu Menezes.

Fonte: Gabriela Pavão - G1 MS

Antes de ser morta em chá, mulher terminou relacionamento com marido

Foto: Reprodução/Facebook

O paradeiro de Silvano Aparecido dos Santos, de 35 anos, ainda é incerto, mas a Polícia Civil acredita que ele possa ter fugido para o interior de São Paulo depois de matar a esposa Christiane Santana de Assis, de 35 anos, durante um chá de bebê, realizado no domingo (5), em Anaurilândia. O delegado Rafael Souza Carvalho disse ao Portal Correio do Estado que apesar das investigações ainda continuarem, há a suspeita de que o motivo do crime tenha relação com o fato da mulher ter terminado o relacionamento com o marido. 

De acordo com o delegado, a única certeza que existe até agora é que Silvano não está mais em Anaurilândia. “Ele já morou em Nova Casa Verde, Bataguassu e até cidades do interior de São Paulo. Já entramos em contato com as delegacias destas cidades para alertá-los. Como Anaurilândia é pequena, se estivesse por aqui, já estaria capturado”, comenta.

Sobre o motivo do crime, o delegado não quis divulgar detalhes para não atrapalhar as apurações, mas citou que o casal já estaria em atrito. “Conversamos com parentes e conhecidos de Silvano, que relataram que ele era ciumento e ambos já teriam discutido dias antes do crime. O motivo pode estar relacionado a um possível fim de relacionamento”, relatou.

O CRIME 

Conforme a Polícia Civil, Christiane participava do chá de bebê de uma amiga, no Centro Múltiplo de Uso do distrito. Por volta das 20h de domingo, Silvano chegou ao local, foi até a esposa, a puxou pelo braço, iniciou as agressões e, armado com uma faca, desferiu um golpe que atingiu a barriga da vítima. As agressões foram testemunhadas por todos os convidados.

A mulher foi socorrida por ambulância do distrito e encaminhado ao hospital de Anaurilândia, mas morreu pouco depois de dar entrada na unidade.

Caso foi registrado como feminicídio e segue em investigação.

Fonte: João Gabriel Vilalba e Aliny Mary Dias - Correio do Estado

Prefeito Douglas Gomes é afastado por 180 dias e o presidente da câmara Waldes Marques Claro assume interinamente a prefeitura de Bela Vista

Foto: Arquivo/Thaffarel Nunez Gonçalves/TNG Informa

O prefeito de Bela Vista, Douglas Gomes (PP) foi afastado do cargo durante a sessão da câmara realizada nesta segunda-feira (06). 

Douglas Gomes é investigado em CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) que apura possível irregularidade em licitação para locação de uma escavadeira hidráulica – no valor de R$ 7.705, que havia sido denunciada pelo site Bela Vista MS e logo após reforçada pela professora Fátima Peralta, que alegou em depoimento no plenário da Câmara municipal que o nome de seu filho, o empresário Mayckon Peralta, tinha sido usado indevidamente na licitação e que inclusive sua assinatura havia sido falsificada.

O prefeito foi afastado por até 180 dias e durante o período o presidente da Câmara Municipal Waldes Marques Claro (Solidariedade), assume o cargo interinamente. 

Waldes é o quinto prefeito a assumir a prefeitura nos últimos quatro anos. Nesse período estiveram no cargo: Abraão Armoa Zacarias (PMDB), Jair Bispo (PDT), Renato de Souza Rosa (PSB) e agora Douglas Gomes (PP).

Prefeito afastado irá recorrer

Segundo a assessoria de Douglas Gomes (PP), o prefeito reagiu com surpresa à decisão da câmara de afastá-lo da prefeitura, pois de acordo com ele não havia nenhuma ação judicial pedindo seu afastamento.  Alegou também que a denúncia a respeito de falsificação de assinatura já foi esclarecida pelo próprio dono da empresa que afirmou que o município não tinha envolvimento e pelo contador que em depoimento ao MPE se responsabilizou pela falsificação. 

Ainda de acordo com a assessoria, o prefeito afastado irá recorrer da decisão.

Thaffarel Nunez Gonçalves - TNG Informa com informações de Nyelder Rodrigues - Campo Grande News, Diego Alves - Midiamax e Ademir Mendonça - Assessoria

segunda-feira, 6 de junho de 2016

Semana do meio ambiente na Escola Dr.Joaquim Murtinho em Bela Vista

Foto: Edson Lacorte

Na Semana do Meio Ambiente, a Profª Fátima Peralta da Escola Estadual de 1º e 2º Grau Dr. Joaquim Murtinho, desenvolveu em sala de aula um trabalho direcionado à conscientização dos alunos da preservação da fauna e da flora e do meio ambiente.

O resultado deste trabalho , foi apresentado na sexta-feira (03/06), com o encerramento do projeto, que aconteceu na sala de tecnologias da escola.

A PMA – Polícia Militar de Bela Vista, fez a exposição de diversos animais empalhados, entre eles jaguatirica , jacaré , quati , tatú para que as crianças pudessem ver mais de perto e tocar estes animais.

O 1ºSgt. Taylor Comandante do 2º Grupamento da Polícia Ambiental fez a apresentação de um áudio visual onde mostra o trabalho que é desenvolvido pela polícia ambiental na cidade , tanto na proteção de fauna e da flora, caça e pesca predatória  como também no combate ao desmatamento de nossas florestas.

O trabalho foi desenvolvido com alunos do 1º ao 5ºano ao Ensino Médio, num total de 320 alunos.

Participaram no desenvolvimento do trabalho, a coordenadora do projeto Profª Fátima Peralta, Profª  Zélia – Diretora Adjunta , Profª  Iara Coordenadora , Profª Shirlley  Progetec, Profª Maria Francisca Coordenadora,  Profª Orlanda Freitas do Santos Diretora.

Fonte: Edson Lacorte

Bela Vista: Carga de cigarros avaliada em R$ 1,8 milhão é apreendida na BR-060

Foto: Divulgação

Um caminhão carregado com 40 mil pacotes de cigarros contrabandeados do Paraguai foi apreendido na BR-060 próximo a Bela Vista, distante 322 km de Campo Grande, por policiais do DOF (Departamento de Operações de Fronteira), neste domingo (5).

O veículo com placas de Ribeirão Preto, São Paulo, conduzido por um homem de 33 anos que não teve o nome divulgado, foi abordado próximo ao posto da PMA (Polícia Militar Ambiental). Inicialmente o motorista afirmou que a carga era de frangos que seriam transportados de Campo Grande para Porto Murtinho.

Os policiais realizaram vistoria minuciosa e encontraram no baú do caminhão, 800 caixas de cigarros, que totalizaram mais de 40 mil pacotes do produto contrabandeado. De acordo com o DOF, a carga está avaliada em mais de R$ 1,8 milhão.

O condutor do caminhão alegou ter sido contratado para transportar a carga da fronteira até Campo grande, onde receberia R$ 15 mil pelo transporte. O caso foi encaminhado para a Delegacia da Polícia Federal de Ponta Porã.

Fonte: Renata Volpe Haddad - Campo Grande News

Ex candidato a vereador em Bela Vista é vítima de latrocínio na Capital

Foto: Valdenir Rezende/Correio do Estado

Rubens Alegria, de 64 anos, foi assassinado com tiro na cabeça no final da manhã de hoje, em casa na Avenida Gunter Hans, Vila Bandeirantes, em Campo Grande. A suspeita é de que ele tenha sido vítima de latrocínio. As informações são do Portal Correio do Estado.

Testemunhas relataram que Rubens seria dono de um conjunto de casas, onde ocorreu o crime na Capital.

Esposa e filha da vítima chegaram no local pela manhã e perceberam que havia perfuração de tiro na janela do quarto. Quando olharam pela fresta viram o homem morto na cama.

A suspeita de latrocínio ganha força porque o veículo de Rubens, modelo Celta, cor prata, foi levado pelo assassino. Caso é investigado pela Polícia Civil.

Rubens Alegria atualmente era presidente municipal do PSB (Partido Socialista Brasileiro) e foi candidato a vereador em Bela Vista nas eleições de 2012.

Fonte: Thaffarel Nunez Gonçalves - TNG Informa com informações de Vânia Santos e João Gabriel Vilalba - Correio do Estado

Governo quer acesso aos processos judiciais da "Lama Asfáltica" e "Fazendas de Lama"

Foto: Diário Digital

O Governo do Estado vai solicitar ao Judiciário na próxima quarta-feira (8), por meio da Procuradoria Geral do Estado (PGE), o compartilhamento dos processos judiciais resultantes das investigações das operações ‘Lama Asfáltica’ e ‘Fazendas da Lama’. A solicitação foi pauta da primeira reunião do Comitê Temporário de Apuração de Denúncias, na manhã desta segunda-feira (6), na Governadoria.

O Comitê foi formado pelo Executivo Estadual na semana passada para assessorar o Conselho de Governança nas providências que cabem ao Estado diante das investigações das duas operações, conduzidas pela Polícia Federal e Ministério Público Federal.

Formado por representantes de três secretarias e órgãos internos da administração estadual, o comitê também solicitou que os representantes façam levantamento dos processos disciplinares referentes às duas operações em todos os órgãos citados nas investigações até a próxima sexta-feira, data da próxima reunião.

Segundo o secretário Especial de Governo e coordenador do Comitê, Felipe Mattos, com o compartilhamento dos processos o Estado quer tomar conhecimento sobre o que os órgãos de controle têm de provas para que possa agir internamente. "Vamos juntar elementos e centralizar informações para subsidiar o Conselho de Governança, que é o órgão deliberado para atuar neste assunto", afirmou Mattos.

Conforme o secretário da Segov, Eduardo Riedel , o Estado vai avaliar caso a caso a necessidade de perícia técnica e de novos projetos em algumas nas obras envolvidas. Riedel lembrou que o governador Reinaldo Azambuja já enviou a Assembleia Legislativa o projeto de lei para criação da Controladoria Geral do Estado (CGE), instância da estrutura de governo estadual para concentrar auditoria, corregedoria e ouvidoria, num trabalho integrado e vigilante preventivo.

"O Comitê é uma ação dentro do propósito de transparência do Governo, porque é recurso público envolvido e a gente tem que ver isso traduzido em resultados para a sociedade", finalizou Riedel.

O Comitê Temporário de Apuração de Denúncias é formado por representantes das secretarias de Estado de Governo e Gestão Estratégica (Segov), de Educação (SED), de Fazenda (Sefaz), da Casa Civil, Procuradoria Geral do Estado (PGE), Auditoria Geral do Estado (AGE) e Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul).

Fonte: Dourados News

Ministro do Turismo é suspeito de atuar em desvio de recursos da Petrobras

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Acusado de atuar politicamente para obter recursos desviados da Petrobras em troca de favores para a empreiteira OAS, o futuro do ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves, está agora nas mãos do presidente da República em exercício Michel Temer que analisa a situação de Alves ao longo do dia de hoje. A informação foi confirmada pelo ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, em entrevista à Rádio Gaúcha, na manhã desta segunda-feira (6), que admitiu o constrangimento para o governo.

“Qualquer citação que possa ser negativa, eu não sou ingênuo, nem nossos ouvintes, nem ninguém, é claro que constrange”, disse. A denúncia foi divulgada nessa segunda-feira, pelo jornal Folha de S. Paulo que teve acesso a um despacho do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ao Supremo Tribunal Federal (STF). Na peça, Janot afirma que o esquema envolvia, além de Alves, o presidente afastado da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e o ex-presidente da OAS Léo Pinheiro.

Foram mensagens apreendidas no celular de Léo Pinheiro que basearam o pedido, encaminhado em abril, para abertura de inquérito para investigar os três apontados pelo procurador. De acordo com o jornal, como o documento era mantido sob sigilo, não é possível identificar a decisão do ministro Teori Zavascki, relator da Lava Jato no STF.

Segundo Janot, Alves e Cunha recebiam valores indevidos em forma de doações oficiais e, em troca, atuavam em favor de empreiteiras. A reportagem ainda destaca que, no caso de Alves, parte do dinheiro do esquema abasteceu sua campanha ao governo do Rio Grande do Norte em 2014, quando ele acabou derrotado.

Em nota, a assessoria de Alves afirmou que ele não recebeu doações em desacordo com a lei. "Todas as doações recebidas pela campanha de Henrique Eduardo Alves foram de acordo com a lei, registradas nos tribunais eleitorais, absolutamente transparentes", diz o texto. A OAS disse que não vai se manifestar sobre o caso.

Procurado pela Agência Brasil, Eduardo Cunha, deputado que foi afastado pelo STF e é réu na Lava Jato, disse que não se manifestaria mais sobre o tema e afirmou que sua resposta foi dada ao jornal. Na reportagem da Folha de S. Paulo, o peemedebista disse desconhecer o pedido de investigação, e afirmou que não praticou “qualquer favorecimento nem à OAS e nem a ninguém. Tampouco recebi qualquer vantagem."

Fonte: Agência Brasil